sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Antes da Tempestade


Não eu não consigo dormir, porque não encontro a ponta do fio que preciso para enrolar mais um novelo de lã no escuro da noite que se fecha suavemente, silenciosamente sobre o céu...


Não eu não consigo dormir porque estou com insônia!!


Tentando domar furacões e cavalos que passam a passo largo e trotado tremendo e tirando todas as pedras e poeiras do seu devido lugar,
Eu não consigo dormir,
Eu não consigo chorar!


Eu me lembro então do trovão que rasgou o véu de uma noite e me tocou no fundo da alma fazendo tremer o meu corpo e atiçando a chuva que dança solta no ar.


Me lembro do estampido!
Do chicote!
Do raio tremido!
Invadindo a noite e fazendo a lua dançar... dançar pela noite, uivar com os lobos, solta no ar!


Não eu não consigo desabafar!


É como um grito contido, um soluço não consentido, um anseio por respirar,
É como estar no deserto e não ver à distância o suado copo de água gelada que começa a evaporar,
Será que eu consigo alcançar?
Extendo meu braço e tento a todo custo sequer uma gota da água do copo salvar.


Mas ela se vai em vapor, névoa no céu de prata, chuva de ácido bórico a gotejar...


Não sei o que eu tenho mas eu me sinto de novo congelada por dentro esperando o próximo fogo que vai fazer o iceberg derreter em lágrimas copiosas e encher o mar!


Aguardando a nova tempestade chegar...
Eu preciso sentir!
Eu preciso gritar!


Aguardando a nova tempestade se derramar...

2 comentários:

Denise Bomfim disse...

Salam, filha da alvorada!

Salam, Gisele!

Salam, menina da paz, que planta a paz, que exala a paz.

Salam, poetisa dos Oásis mais alegres do deserto de nossas emoções...

Será que a tempestade de areia não é mais "aconchegante" do que uma tempestade de "gelo"?

Será que precisamos guardar nosso grito ao temermos algo?

Talvez não.

Mas Alah sabe mais.

Tudo passa, nós também passaremos.

Portanto, que suas lágrimas sejam como um cristal reluzente, puro, sem mágoas.

E que seu lindo sorriso e bom humor retornem, pois sentimos falta dele.

Marina disse...

SAlam Gisele, vc é uma verdadeira poeta, mas insha Allah em breve vc estará fazendo poesias muito alegres!! beijos salam