quarta-feira, 29 de junho de 2011

O Lobo no Campo de Flores



Tudo está doendo dentro de mim novamente.



Você se lembra quando eu tinha 3 anos de idade e minhas mãos pareciam duas bolotas dançando em frente aos meus olhos?



Eu não me lembro mais de quem eu era, eu não me lembro mais...



Está doendo ter de lembrar, ter de ver novamente aquela criança perdida em encantos e que se perdeu.



Como o mundo parece áspero às vezes, está tudo doendo dentro de mim novamente.



É como a dor que eu senti quando eu estava quieta em meu canto sentada no campo de flores brincando com a minha boneca e imaginando os mundos futuros a serem ainda construídos. Eu estava quieta, tranquila sonhando sonhando com as rosas que ainda iriam nascer.



Era um lindo dia de sol na manhã fresca da primavera de minha vida, mas os lobos vieram com seus olhos negros e sua baba imunda, raivosos saltaram e despedaçaram a minha boneca.



Então tudo se tornou noite em volta de mim, me engolindo e me sufocando, calando a minha boca e a minha mente...



Como eu queria gritar!!!!! Gritar de pavor e de ódio, como eu queria rasgar quem me rasgou, mas eu não pude, eu fui calada e morri calada quando os lobos vieram com seus olhares de ódio e sua baba sedenta de sangue e dor, com seu cheiro fétido de morte e sujeira, agora eu não consigo respirar, eu não consigo mais respirar...



Então não ouve mais sonhos, só destruição. E não houve mais luz, só escuridão.



Não sei se você se lembra de quando eu era pequena e não entendia porque o mundo parecia tão entortado ao meu redor.



Eu era pequena então, apenas uma pequena menina perdida na fantasia de um ensaio de vida como quem faz o ensaio de uma orquestra, imaginando a doce e fina melodia que poderia soar na hora da apresentação.



Eu nada sabia, eu nada sabia, apenas sentia e vivia daquele jeito até então.



Não sei se você se lembra de quando eu era criança, apenas uma menina brincando tranquila com suas fantasias, eu não sentia a caixa de chumbo ao meu redor, eu não sabia que algo havia acontecido e o mundo da fantasia seria talvez para sempre algo proibido, eu não sabia que teria de mover muitas montanhas para poder finalmente conquistar o direito de ser apenas eu mesma, de verdade.



E eu poderia sim mover as montanhas, como as movi.



Mas antes que eu pudesse me levantar e guardar a minha boneca, os lobos negros de olhos raivosos e baba mortal me alcançaram e rasgaram a minha alma em muitos pedaços, como a boneca que foi despedaçada e nunca mais pode estar tranquila no campo de flores.



E agora? Como eu faço para compreender os lobos? E os perdoar de coração? Como eu faço para eu mesma pedir perdão?



Por mais que brilhe o sol nesta linda praia, ainda há morte em seu olhar, minha doce criança, ainda há morte em seu olhar...

8 comentários:

Sahira Anish disse...

Salam irmã Gisele. Puxa, que poema mais triste. Impossível lê-lo sem se emocionar!

Espero que a doce criança esqueça o passado e passa ter vida em seu olhar!

Allah Hafiz

Vanessa disse...

Salam querida....
É triste saber que uma pessoa tem tanta dor no coração, eu tbm amiga, as vezes sinto esta dor, mas sei o quanto Deus é poderoso, e me apego nela, pra sarar este mal. o passado já foi, e o que fica deve sim ser lembrado, mas apenas lembrado e não vivido!! Seja feliz emquando ha tempo querida!! bjoks!!!!

Gisele Marie disse...

Sahira Anish

Assalam waleikum irmã, há sim vida, muita vida em meu olhar e luz em minha vida mashallah! Agradeço a Allah todos os dias porque sei que só por Ele estou viva, não há outra explicação, a rigor não teria mais como haver vida.

Mas ainda há pontos escuros, e estou iluminando estes pontos agora, para ter de fato plenamente só vida, isto dói, como dói reabrir uma ferida mal cicatrizada para estancar a infecção e finalmente a cicatrizar por completo, mas é necessário, é preciso enfrentar a noite para se ter um lindo dia de sol...

Salam

Gisele Marie disse...

Vanessa

Assalam waleikum mana, shukran por suas palavras, ainda há danos a serem superados, e eu estou fazendo isto agora, ainda há momentos em que se faz noite, mas eu sou uma guerreira, lutei a minha vida inteira pelo meu direito de me ter de novo plena, agora eu revejo os cantos que ainda não foram iluminados, com a firme intenção de superar de vez todas as dores... é preciso coragem, e eu precisei ter coragem, e agora serei novamente corajosa e confiante em Allah acima de tudo, sempre confiante em Allah!

Lateefah Silvana disse...

salam waleikum gi, quero dizer que li esse post com lágrimas nos olhos, por te conhecer e ser sua amiga sei o q significa cada palavra aqui escrita, os campos de flores, a boneca, a escuridão, os lobos...aaaaa os lobos....quero que saiba que vc é uma luz q entrou na minha vida, espero ser um pontinho de luz para vc...pq sua luz maior aquela que dissipa toda escuridão vc tem que é o islam no seu coração....

Sahira Anish disse...

Subhan'Allah irmã! Te entendo muito que as feridas mal cicatrizadas precisam serem reabertas para que tudo possa ser alegria, luz. Para que a criança de outrora permaneça viva dentro de você! Acredito que esse caminho que escolhemos, que Alhah tem colocado em nossa vida é a única forma da menina inocente se fazer grande e forte dentro da Gisele mulher! Desejo que Allah te abençoe poderosamente. Desejo que essa fase de cura seja curta e decisiva!

Te amo em Allah minha irmã. Farei duás a Allah em seu favor! Em favor daquela criança inocente, que se encatava com o mundo.. Inshallah que imperará dentro de você!
Salam irmã

Amanda disse...

Asalam Aleikom maninha

Que poema mais lindo, suas palavras me tocam a alma, me faz lembra da minha infancia dos momentos triste e dos momentos felizes.
Mas o tempo foi passando as historias foram ficando para traz, e quando me lembro, eu penso mais e mais em Allah. Ele é o unico que tira a magoa, o odio de nossos corações.
Temos a obrigação de perdoar aqueles que magoaram, que rasgaram a nossa alma, porque não temos o direito de julgar nem de punir eles, quando a gente deseja o mal pra eles, a nossa alma sofre mais e mais. Mohammed (que Deus esteje com ele) Perdou todos aqueles maltrataram ele, ele perdoou todos que queriam mata-lo, ele orava por eles.
Porque nós não podemos perdoar? Allah reconstroi a nossa alma, ele reconstroi o nosso coração.

Que Allah tire esssa magoa de seu coração irmã, tenho certeza que ele vai ajudar. Pois você é uma irma muito abençoada e Allah é Misericordioso, Misericordiador. Ele é justo e vcÊ irmã não merece ter essa magoa em peito...

Salam

Pedro Felipe Fonseca disse...

Nossa que texto incrível.Parabéns!