sábado, 30 de abril de 2011

Munakaba em São Paulo - Episódio de hoje: Luvas Pretas =D


Hoje eu vou fazer o contrário do que normalmente faço:  vou começar narrando, para depois refletir. Mas como o Blog ordena os textos de baixo para cima, no fim tudo ficará em uma ordem inversa mas... tudo bem, assim fica mais interessante.

Continuo vivenciando intensamente a situação de ser uma munakaba em uma cidade gigantesca encravada em um país que não é ao menos por enquanto de maioria islâmica.

Esta situação é para mim algo realmente saboroso, porque sou observadora, porque é um belo exercício para uma estudante de psicologia como eu, e porque eu me arrisco a ser cronista da vida diária aqui no meu cantinho. Então tudo é muito mais rico, porque eu sempre tenho coisas e fatos interessantes para observar, e narrar.

Já faz algum tempo que estou procurando para mim um ítem de vestuário que, à primeira vista, é algo muito simples: luvas pretas.

Porque procuro luvas pretas? Simples, para usar com os meus chadors e niqabs, afinal a intenção de uma munakaba é se cobrir inteira, e luvas e meias fazem parte deste ato de se cobrir.

Mas como sempre, encontrei uma dificuldade imensa para localizar as tais luvas pretas. Os amigos e amigas que me acompanham aqui no meu cantinho bem sabem que não há no Brasil uma loja sequer voltada para roupas apropriadas para nós muçulmanas, e um item tão simples como luvas pretas acaba se tornando algo muito complicado de se localizar aqui no Brasil. Se eu estivesse procurando luvas de crochê, ou com estampa, ou com o brasão de qualquer time de futebol, até do 15 de Piraporinha (existe um time com este nome? =S Olha não sei mas deve existir viu?), eu não teria dificuldades. Mas simples luvas pretas de tecido fino e sem nenhum tipo de outra cor ou estampa, subhanallah!!! Você não encontra!!

Começa pela questão mais complexa do mundo em São Paulo. Em que tipo de loja devo procurar? Eu não sabia... Mas um dia, conversando com uma senhora que tem uma loja de lingeries e acessórios em uma travessa da Rua Voluntários da Pátria, ela me deu a dica para encontrar o "caminho secreto" das luvas: "Querida, procure em lojas de fantasias..." =O´!

Lojas de fantasias? Sim sim, lojas que vendem e alugam fantasias para eventos, festas e shows. Antes dela, a Halima, minha querida irmã, já havia me sugerido uma loja destas.

E tem um lugar na Zona Norte de São Paulo onde tem muitas lojas de fantasias e aluguéis de roupas, a Avenida Leôncio de Magalhães, no Jardim São Paulo. E eu tinha de ir lá nesta semana, a fim de regularizar o meu título eleitoral já que o cartório eleitoral de Santana se localiza justamente nesta avenida.

Então aproveitei a viagem, e resolvi dar uma olhada nas lojas da Leôncio para ver se eu conseguia finalmente encontrar as minhas tão desejadas luvinhas =).

Comecei pelo cartório. Naturalmene ao entrar, todas as atenções se voltaram para mim. Era um cartório amplo, não muito grande, e bem organizado, estava vazio, já que não estamos em época de eleição.

Fui prontamente atendida com simpatia por um dos funcionários, que me orientou a pagar uma taxa em uma casa lotérica perto da estação Jardim São Paulo do metrô.

Como a estação fica na mesma avenida, e perto das lojas de fantasias, eu fui para lá toda felizinha pensando em encontrar minhas luvinhas.

Paguei a taxa que eu devia pagar, e na volta entrei em uma das lojas, a única que exibia em sua placa a palavra "Venda de fantasias e acessórios".

Quando eu me encaminhava para o interior da loja, uma funcionária no balcão me viu de longe e ficou paralizada, olhando para mim. Mas quando eu entrei, outra funcionária que se localizava atrás do balcão lateral da loja, ao me ver se assustou =O, deu um sonoro grito, e por alguma razão perdeu o equilíbrio e se estatelou no chão da loja atrás do balcão.

De repente, de uma hora para outra, o caos estava instalado dentro da loja. Enquanto duas funcionárias prestavam socorro à colega estatelada no chão da loja, com direito a copo de água e apoio para ela se levantar, o resto do time da loja inteiro tentava desesperadamente se comunicar com a "árabe" aqui, que certamente não falava português, pedindo desculpas e tentando me acalmar, por meio de gestos e palavras pronunciadas de forma pausada e em alto volume (gente, estrangeiro não é surdo tá bom?)!!! Um verdadeiro caos, eu ria horrores mas como estava de niqab ninguém percebia que eu estava rindo, e falava "Gente, calma, está tudo bem!" Mas ninguém me ouvia, o que deixava a situação mais hilária ainda!!!

Quando finalmente todos se acalmaram, e conseguiram me ouvir falando, aí foi pior ainda kkkkkkk.... todo mundo se calou e olhou com olhos arregalados para mim! Então uma mocinha que trabalhava na loja conseguir transmitir uma mensagem para mim: "Moça!!!! Você fala português???!!!"

"Sim, eu falo português, eu sou muçulmana, não sou de outro país, é apenas a minha religião." Bem, eu acho que na hora eles não entenderam o sentido exato desta frase, e já que todos continuavam paralizados, eu resolvi quebrar o gelo "Vocês têm luvas pretas? Eu estou precisando de luvas de pano pretas e simples. Vocês vendem este tipo de artigo aqui?"

Com isto, tudo voltou ao normal em pouco tempo, eu consegui comprar as minhas luvinhas queridas, muito boas e bonitas por sinal, e saí de lá rindo muito sob o niqab =D.

De volta ao cartório eleitoral, um verdadeiro show de respeito e cortesia! Era necessário tirar uma foto de identificação no cartório, para a regularização do meu título, então o segurança do cartório gentilmente pediu para TODOS os homens aguardarem do lado de fora, clientes e funcionários, saiu também, fechou a porta do cartório, e desta maneira eu pude tirar o niqab e expor meu rosto para tirar a foto, e eu não tive nem de pedir para fazer isto, os próprios funcionários é que se dispuseram a fazer esta gentileza para mim =)!

Fiquei muito feliz, pedi desculpas pelo trabalho, e fui embora toda felizinha =D.

E gentilezas e respeito assim sempre têm acontecido comigo em São Paulo.

Repito aquela sábia lição que aprendi, que vale para tudo, inclusive para munakabat em São Paulo: "O MUNDO SEMPRE REAJE DE ACORDO COM A MANEIRA COMO VOCÊ AGE"

Seja simpática, segura de si, coerente, comunicativa, tranquila, e o mundo te dá tudo isto de volta, tá bom? =D

Salam!

10 comentários:

Deo disse...

Olá,
Sou portuguesa e já sigo o blog há algum tempo...
Até eu me ri quando li a reação da empregada que caiu no chão... Mas gostei muito da actitude do segurança...
bj

Gisele Marie disse...

Olá Deo, seja bem vinda e que a paz de Deus esteja com você.

Pois é, foi realmente uma cena hilária e memorável que me rendeu boas risadas também =)...

E a atitude do segurança do cartório foi realmente digna de nota...

bjo.

Salam!

Anônimo disse...

Olá,

Entendi que uma muçulmana opta em se cobrir por completo. Mas surgiu uma dúvida. No verão, sapatos são extremamente quentes. Qual o procedimento? Sandálias com meias? meia-fina? ou passa calor mesmo?

Valeu!! bju

Rosa Pugno disse...

Salam waleikum!!!
Querida, pense em uma pessoa que chorou de rir com esse post!!! Essa fui eu!!! :D:D:D:D
Agora, sinceramente, eu adorei a atitude do segurança e se fosse comigo, faria um elogio na ouvidoria daquela Instituição, somente para ressaltar a gentileza do funcionário! Não que respeito deva ser observado só porque foi usado, porque na verdade, respeito é uma obrigação, mas é tão raro hoje em dia esse tipo de atitude, que eu sinceramente, me comovi!
Um grande abraço e é o primeiro, inshAllah, de muitos comentários que pretendo fazer, porque seu blog é excelente!
Um grande beijo, querida e que Deus te guie sempre em sua senda reta!

Gisele Marie disse...

Aleikum Salam Rosa Pugno,

Fico feliz com a sua presença em meu cantinho, e mais felizinha ainda por seus elogios tá bom? =)

Realmente eles forma ótimos no cartório, curiosamente isto aconteceu também na minha faculdade quando eu fui tirar a foto para o cartão de acesso, a funcionário fechou a secretaria e pediu para todos os homens se dirigirem a outro setor enquanto tirava a minha foto, eu fiquei feliz pela compreensão =).

Que Allah te abençoe sempre.

Salam!

Rosa Pugno disse...

Sim, sim, eu li sua postagem sobre a carteira da faculdade e realmente fiquei muito feliz! Sabe, eu sou funcionaria publica, trabalho em uma delegacia no Capão Redondo - SP e vou dar meu shahada em Janeiro, quando o meu habibi vier, mas a verdade é que eu me sinto sinceramente uma muçulmana e me sinto absolutamente frustrada por não usar meu hijab ainda... Até vou perguntar para o sheikh se eu posso usá-lo, antes mesmo de dar meu shahada, porque eu uso em casa para me acostumar e o problema é que eu acostumei demais e agora me sinto meio nua, meio mutilada ao sair na rua sem ele. heheheh Algumas pessoas disseram que eu já fiz meu shahada interno, no coração e que como eu tenho plena consciência da necessidade e responsabilidade de usar o véu, que eu poderia sim usá-lo, porque o meu testemunho é só questão de tempo, mas tenho dúvidas. Você sabe me dizer algo à respeito? Quero dizer ainda que te admiro muito por ser uma munaqaba e que Deus sempre te ilumine seus caminhos e que sempre coloque pessoas generosas, compreensivas e respeitadoras da opinião e religião alheia. Eu quando disse que iria me converter, ouvi todo tipo de coisas idiotas, desde "você vai usar burqa??" até "então você agora é mulher bomba???" heheheh As vezes é preciso mais do que fé em Deus para aguentar tanta ignorância. Meu habibi é egipcio e até isso eu já ouvi: "a sua múmia já chegou??? Ela vem no sarcófago ou na pirâmide???" hhehehe Às vezes é meio irritante, mas no final, as pessoas acabam percebendo o quanto essas mudanças estão sendo positivas na minha vida e acabam me felicitando!
Bem, é sempre um enorme prazer ler seus posts e suas respostas também.
Um grande abraço, irmã... Posso te chamar assim??? heheh Espero que sim e que como você mora em São Paulo, quem sabe um dia pudéssemos nos conhecer... Ficaria honrada!
meus emails são: rosapugno@hotmail.com ou rosa.pugno@yahoo.com
Assalam waleikum! :)

Gisele Marie disse...

Rosa, o Profeta Muhammad (saws) sempre nos ensinou "Simplifiquem, não compliquem." Neste sentido, o Islam é a religião que veio para simplificar a relação entre o ser humano e Allah, louvado seja, e não para complicar. O Islam é uma religião simples, uma relação direta com Deus, que não possui parceiros, filhos, intermediários ou esposas. O que eu posso dizer para você é que se você já se sente assim, então sim vc já fez a sua Shahada em seu coração, e se isto já aconteceu em seu coração, não espere mais para fazer a sua Shahada, pode ser na sua casa mesmo, pode ser com ou sem testemunha, basta pronunciar em voz alta "Ash hadu an la ilaha ila Allah, wa ash hadu an la Muhammadan Rasul lullah - Testemunho que não existe outro Deus além de Allah, e testemunho que Muhammad é seu mensageiro". Não adie mais a sua Shahada, porque só a Allah pertence o conhecimento da hora de cada um, não sabemos o que vai nos acontecer no minuto seguinte, e é importante terminar o nosso tempo em estado de Islam.

Se você está em São Paulo, vamos nos conhecer sim insha Allah e eu te convido para conhecer a minha mesquita, a Mesquita do Pari, eu sempre estou lá aos sábados, ficaremos felizes com a sua visita tá bom?

Que Allah te abençoe sempre minha querida IRMÃ.

Salam =)

Rosa Pugno disse...

Bom dia irmã! :)
Agora são 07h30min e você nem seque imagina o quanto alegrou meu dia com o seu post e o quanto você me emocionou!
Agora, eu vou agora fazer a ablução, colocar meu querido véu e fazer meu shahada, sozinha e em paz com Allah... Eu não sabia que poderia fazer em casa e sozinha.
Você me emocionou com seu post e com seu carinho em me mandar os arquivos com as orações sabia? Que Allah lhe conserve sempre essa pessoa inteligente, maravilhosa, atenciosa e crente nos designios Dele e que Ele me ajude a ser uma pessoa melhor também...
Você é um exemplo a ser seguido! Vou fazer minha shahada e vou usar meu hijab sem a sensação de estar pecando e isso enche meu coração de alegria.
Eu moro em Embu das Artes e fica meio longe do Pari, mas vou tentar ir à sua Mesquita em um sábado desses e assim, aprenderei a orar com você e NOSSAS irmãs, InshAllah!
É só você me dizer mais ou menos os seus horários, porque agora, mais do que nunca, faço questão de te conhecer!
Que Allah te abençoe e a sua familia... Sempre... Minha IRMÃ, minha querida irmã!

Salam! :)

Gisele Marie disse...

Assalam waleikum wa Rahmatullahi wa Barakatuh.

Irmã, então quero ser a primeira a dar as boas vindas a você: Seja bem vinda ao Islam!!!

Allahu Akbar!!!

Que Allah facilite os seus passos, e abençoe todos os seus dias, estou muito feliz porque ganhei uma nova irmã no Islam =)

Eu sempre estou na Mesquita aos sábados, das 14 até depois das 19 horas, quando você quiser ir, me avise via mail e eu ficarei muito feliz com a sua presença entre nós.

Salam! =)

Rosa Pugno disse...

Waleikum Salam!!!!!

Irmã querida, muito, muito obrigada mesmo por me dar boas vindas MashAllah!!! Você me emocionou sinceramente e assim que eu tiver folga no sábado, eu irei sim me encontrar com você na Mesquita. Faço questão disso!

Agradeço sinceramente por tudo o que fez por mim e saiba que você foi a primeira a saber e a me felicitar por isso e isso foi realmente importante para mim...

Obrigada por sua sensibilidade comigo e InshAllah seremos grandes amigas, porque irmãs já somos.

Allahu Akbar!

Que Allah lhe traga muita alegria em seu caminho e estou muito feliz mesmo pelas suas palavras!

Salam! :)