sexta-feira, 2 de setembro de 2011

A Lembrança Constante de Allah


Vamos! Vamos sim minha doce menina das flores, vamos correr em seu campo de flores! Agora, vamos sim rolar na grama úmida com as dádivas do orvalho de cada manhã, e banhadas de sol vamos correr e sorrir!

Vamos! Vamos sim minha doce e pequena princesinha do campo de flores, e veja! Veja como o Sol está lindo no céu, e como o céu agora é azul e sorri ao tocar a sua face sorrindo para ele e eu sei, eu sei que você agradece por tudo isto em seu coração a Allah!

Vamos correr! Vamos brincar! A vida agora corre em cada folha deste seu lindo jardim e tudo vibra em grandiosa melodia!! Podemos ouvir! Sim! Podemos ouvir, o som das árvores querendo viver finalmente, o canto dos pássaros que louvam a Allah e nos brindam com linda melodia saudando a vida! Saudando a vida que se derrama e que vibra em seu coração, vamos correr minha doce menina, vamos sorrir, vamos brincar!

Agora sua pele é novamente brilhante e nova como sempre foi a pele sedosa de uma verde manhã!

É o começo sim novamente, há sempre o começo de novo para quem tem a coragem de sorrir, vamos correr, e alcançar, todas as dádivas de Allah que estão espalhadas pelo ar!

É só colher o lindo ramalhete de cores que Allah colocou em seus olhos para te fazer sorrir e viver, e ver....

Vamos correr!

Vamos viver!

Já houve sim a um tempo atrás o canto escuro e estrondoso da folha morta caindo do galho e mergulhando como suicida em uma sufocante escuridão. Já houve o espinho que arrancou um pedaço de pele e te fez sofrer até não mais poder sangrar, já aconteceu da areia esquentar! E sob os seus pés pegadas esturricadas foram marcadas no árido Deserto dos Ventos Esquecidos, já houve desolação...

Um dia houve também a dor lascinante e sempre constante presente em suas mãos, em seu coração...

mas houve mais forte que isto sempre a dádiva a ser colhida, a dádiva para continuar o amor em seus olhos e também a vida, a dádiva que veio de Allah, que te criou e tudo nos deu do melhor para podermos viver.

Você, minha pequena e brilhante menina, assim como outros também foi agraciada, porque pode contar com a ternura da Mão a te guiar.

Você foi abençoada porque nos momentos mais delicados houve sobre você sem você perceber preciosos cuidados, e o caminho correto para você percorrer.

E quando naquela noite escura você em desespero chorou e gritou contra a vida, Alguém compreendeu a sua tenra infância na existência e, muito mais do que você sabe, acabou fazendo por você.

Vamos correr! Vamos viver! Esta é a dádiva mais preciosa, sua pele é nova, a vida se renova

A Lembrança Constante de Allah!

Vamos correr, doce menina, vamos voar!

2 comentários:

Denise Bomfim disse...

Salam, mana! Que saudades de São Paulo!!!
Amei seu post e sobretudo, sobre a coragem de sorrir. Há uma canção que diz: "Ter bondade é ter coragem"(Legião Urbana); faz sentido nos dias atuais, em que muitos se esquecem de Allah.
Lembrar de Alah deve se tornar uma constante em nossas vidas.

Há novidades no meu blog sobre aquele livro de que falei...

Um ótimo final de semana!!!

Denise Bomfim disse...

Salam, Gisele! Está quase na hora do Maghreb... :)
mas sobre o jornalista preconceituoso, vc tem razão. E temo quando jornalistas têm uma ideia fixa sobre algo e saem dizendo qualquer informação sem checá-la antes. Isso é o que causa discórdia no mundo inteiro.

Veja o que aconteceu com uma pessoa querida em Nova York: foi comprar um livro para eu estudar árabe e foi discriminada por olhares da vendedora...ultrajante, não?
Allah Maaki!